Actividades do final do ano lectivo

A turma do 5º G da EBI de Arrifes realizou várias actividades com o objectivo de realizar várias visitas de estudo no final do ano lectivo. Foram realizadas as seguintes actividades: o dia do chá, o dia do chocolate quente e o dia da fruta. Com a angariação dessa verba a turma conseguiu realizar várias actividades que estão compiladas no seguinte vídeo. O objectivo das actividades era a integração de todos os alunos (com e sem NEE) na comunidade escolar e foi totalmente atingido.

Dia de Portugal

Visite: http://profsurdogoulao.blogspot.com/

“OLÁ SOU FRANCISCO GOULÃO SOU SURDO E PROFESSOR DE SURDOS ESTAMOS NUM PAÍS IGNORADO QUE NÃO CONHECE O MUNDO DOS SURDOS.VIVA A ESCOLA ESPECIAL E EXCLUSIVA PARA AS CRIANÇAS SURDAS E ABAIXO A ESCOLA INCLUSIVA.RESPEITAR O ESTADO,A NAÇÃO,A PÁTRIA,O PORTUGAL E AS CRIANÇAS SURDAS.A POLÍTICA NÃO RESOLVER NADA E DEVE SER BANIDA.OS POLÍTICOS MENTEM E NÃO CUMPREM NADA.A DEMOCRACIA NÃO SE PODE GOVERNAR CONTRA AS PESSOAS.RESPEITAR A CONSTITUIÇÃO E OS DEFICIENTES.VIVA A COMUNIDADE SURDA” (Professor Francisco Goulão)

Conto “As asas douradas”

Clique aqui para ler o conto:

Conto

Sugestões Metodológicas

Incluir tem vários sinónimos como abarcar, abraçar, abranger, acrescer, compreender, conter, somar, entre outros. Incluir significa fazer com que as pessoas com necessidades educativas especiais (NEE) façam parte da sociedade e que não tenham um papel de mero espectador mas também participante. Incluir socialmente significa dar oportunidade às pessoas com NEE de poderem ter uma vida sem qualquer tipo de coibições.

O estado tem um papel preponderante na mutação de mentalidades. Através das leis estabelecidas o dia-a-dia destes indivíduos poderá ser muito melhor. As necessidades são divergentes das pessoas sem qualquer tipo de deficiência. No entanto, cabe à sociedade e ao estado construir uma sociedade que seja equitativa nas oportunidades que oferece.

À medida que a sociedade se readapta as mentalidades vão-se tornando diferentes também. As mentalidades também se educam. Assim, o objectivo deste trabalho foi construir um instrumento que permitisse sensibilizar as crianças para a problemática das NEE no dia-a-dia. “As asas douradas” é um conto infantil que confronta a realidade versus o imaginário de uma menina que se tornou paralítica.

Os objectivos do conto são:

  1. Sensibilizar a população mais jovem para a noção das acessibilidades;
  2. Dotar a população mais jovem de espírito crítico no que diz respeito às acessibilidades;
  3. Promover os conhecimentos dos direitos civis à população mais jovem no que concerne às acessibilidades;
  4. Promover hábitos de leitura;
  5. Incutir valores de cidadania;
  6. Promover competências sociais

Autoras:

Ana Gonçalves

Cândida Santos

Ilustrador:

Vítor Silva

Semana Unidos pela Diferença

Integrado na semana Unidos pela Diferença, a UNECA Educação de Surdos da EBI de Arrifes irá promover, de 7 a 9 de Junho, o IV ciclo de cinema com o objectivo de sensibilizar a comunidade educativa para a problemática de surdez e para a inclusão da pessoa surda.

O IV Ciclo de Cinema está aberto a toda a comunidade educativa, pais e encarregados de educação.