Graus de surdez

Comportamento auditivo da criança de acordo com os diferentes graus de surdez

A criança com deficiência auditiva ligeira:

  • a criança em ambientes ruidosos pode ter dificuldades em entender mensagens, sobretudo com palavras de uso pouco frequente;
  • não identifica totalmente os sons produzidos com voz ciciada;
  • a utilização de prótese auditiva favorece uma melhor percepção;
  • pode apresentar pequenas dificuldades articulatórias.

Quando a deficiência auditiva é ligeira não provoca atraso na aquisição da linguagem, pode é apresentar dificuldade na articulação de palavras e dificuldades em ouvir a voz da professora. Normalmente estas crianças são consideradas como muito distraídas. Deve haver o cuidado de escolher cuidadosamente o local em que a criança se senta.

A criança com deficiência auditiva moderada:

  • só identifica palavras se forem produzidas com elevação de voz;
  • é necessária a colocação de uma prótese auditiva para que consiga aceder aos sons;
  • pode não conseguir acompanhar uma discussão em grupo;
  • a articulação é bastante imprecisa;
  • a linguagem expressiva oral apresenta-se limitada.

A criança com deficiência média só conseguem ouvir as palavras, quando estas são de intensidade forte e apresentam dificuldades nas discussões em grupo e na aula. Verificam–se algumas dificuldades na aquisição da linguagem e algumas perturbações da articulação da palavra. Existe a necessidade destas crianças usarem próteses auditivas, necessitam de treino auditivo e de grande estimulação da linguagem.

A criança com deficiência auditiva severa:

  • consegue ouvir apenas os sons próximos;
  • só consegue perceber algumas palavras se amplificadas;
  • o processo de aquisição da linguagem oral não é feito de forma espontânea.

A criança não consegue perceber as palavras mais comuns. È necessário gritar para que exista uma sensação auditiva verbal. Mesmo quando utiliza próteses têm dificuldade em distinguir vogais, perturbações na aquisição da linguagem, perturbações na voz e na palavra. São crianças que necessitam de cuidados especiais no treino auditivo, leitura da fala e de muita estimulação da linguagem. Não podem dispensar do uso das próteses. Pode necessitar de língua gestual tanto para se expressar como para compreender os outros.

A criança com deficiência auditiva profunda:

  • não consegue perceber a fala através da audição, mas pode perceber sons altos e vibrações;
  • apresenta muitas limitações para a aquisição da linguagem oral.

Nenhuma sensação auditiva verbal pode ser captada pela criança espontaneamente. Nestes casos é necessário adoptar métodos especiais na estimulação da linguagem e fazer um treino intensivo de maneira a aproveitar os resíduos auditivos. Deve ser ensinado á criança a língua gestual.

Devido à criança não possuir informações auditivas, não consegue identificar a voz humana. Normalmente estas crianças não adquirem linguagem naturalmente no ambiente familiar e não adquirem fala para se comunicarem, devido à ausência de modelos. Muitas vezes por indicação médica, estas crianças devem usar prótese individual.

O apoio específico deve ocorrer na escola, com programas adaptados de aprendizagem, bem como deve ser ensinado a leitura labial e a língua gestual.

Anúncios

Um pensamento sobre “Graus de surdez

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s